quinta-feira, 30 de setembro de 2010

ÃnderLINE ou PONTO? por que usar baboseiras importadas?



Você sabia que dizer underline indicando o traço que se usa em endereços de e-mail ou em nomes de arquivos é incorreto?
O certo é dizer underscore. Underline significa sublinhar, realçar, ou seja fazer uma linha em baixo da palavra ou frase.
Então o certo seria dizer: Underscore, por exemplo : edson_camara “edson UNDERSCORE camara”.

Mas por que não usar ponto? Por exemplo edson.camara, “edson PONTO camara”. É menos fresco e mais claro e objetivo do que dizer ÃnderLINE.
O nosso português é tão bonito e tão rico, nós não precisamos e nem queremos esta mania  de “INGLESAR” ou “ESTRANGEIRIZAR” nossa língua com estas baboseiras importadas. Fico irritado quando participo de alguma reunião onde as pessoas começam a falar coisas como “linkar” ou “startar”, bom existem várias idiotices como estas, mas não me vem a cabeça no momento.
O pior é quando aliado ao estrangeirismo vem o, ECA! gerundismo, aí o   tratamento de choque é completo.
“VOU ESTAR LINKANDO E STARTANDO O PROJETO! ECA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Dói na alma!

Não me entendam mal, não sou contra a utilização de termos técnicos em outro idioma, por exemplo, não imagino ninguém dizendo que vai instalar a “ferramenta mole” na “ferramenta dura”, soa até meio esquisito. Então não acho errado usar os termos software e hardware.
Mas usar termos estrangeiros sem a mínima necessidade a não ser a de “aparecer” como por exemplo dizer que: “o livro que procurava está “sold out” ou “by the way” acho melhor rever este relatório?” É o cumulo da idiotice, ao menos para mim. Por que não dizer “ESGOTADO” ou “ALIÀS”? Lembram do “GROUNDEADO”???? É pior ainda, por que “aportuguesou” uma palavra inglesa.

Posso passar por chato, mas seja lá quem for, se pronunciar uma “babaquice” destas na minha frente será corrigido não importa o momento.
Meus amigos, falar corretamente o português é obrigação de todos que nasceram com este idioma como língua pátria. Brasileiros falam portugues e não “portuninglish”. Estou certo?